domingo, 28 de dezembro de 2014

ANO QUE VAI, ANO QUE VEM






ANO QUE VIVO 
VIVE E VIVERÁ AINDA 
ALÉM DO TEMPO 
QUE NÃO SE FAZ DE ESQUECIMENTO.  
ANO QUE VIVO NÃO  TEM FIM  
EM DEZEMBRO 
EMBORA OUTRO JANEIRO 
COMECE  NOVA HISTÓRIA 
QUE NÃO É MAIS SUA REALIDADE. 
ANO QUE VIVO : 
SEMPRE O DIA AMANHECENDO 
O FUTURO SEM SAUDADE 
SÓ A PERMANÊNCIA DO QUE É
DO QUE EU SOU 
DA HUMANA SOBREVIVÊNCIA 
DO ANO QUE VEM MAIS VIVO  
NA VERDADE DOS DIAS 
QUE NÃO MORREM JAMAIS.   



JUAREIZ CORREYA 

(Recife, Boa Vista / 
27 de dezembro 2014) 

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

O MEDO





"O medo de nascer 
é o mesmo medo de morrer ?" 
           (Leão Chapoval) 




Nascemos sem medo. 
E o medo, que nasce com a Vida, 
Não sabe viver  
Todo dia que pensa em morrer.    





(Recife / Santo Amaro, 27/11/2014)


quinta-feira, 27 de novembro de 2014

PEQUENAS HISTÓRIAS PEQUENAS : Lançamento, em 2015, do meu primeiro livro de contos







     Além da poesia que escrevo, e que tenho publicado, em folhetos, livretos, livros impressos, blogs e ebooks, desde a década de 1970, escrevo também contos, que não tenho publicado com a mesma regularidade (nem de longe!) com que publico poesia.  

     Não posso dizer que sou um contista inédito : tenho uns poucos contos divulgados, muito irregularmente, ao longo destes anos, em jornais, folhetos, e também em uma antologia pernambucana importante - PANORÂMICA DO CONTO EM PERNAMBUCO, organizada por Antonio Campos e Cyl Gallindo (Carpe Diem Edições e Produções, Recife, PE, 2010).  Mas ainda sou inédito em livro de minha autoria.  

     Tenho pronto, para publicação no início de 2015, o meu primeiro livro de contos : PEQUENAS HISTÓRIAS PEQUENAS.  Um ebook que iniciará a publicação da minha tetralogia de contos, em construção, desde a década de 1970 também, com estes títulos que serão publicados em seguida : A BIOGRAFIA DE DEUS (Histórias da Cidade dos Palmares), PEQUENAS HISTÓRIAS AMOROSAS e PEQUENAS HISTÓRIAS DE ATLÂNTICA.  


  (JUAREIZ CORREYA  
   - Boa Vista, Recife, outubro 2014). 

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

"POETAS DOS PALMARES" NA INTERNET


Teatro Cinema Apolo 
(Foto de Jaudiano Santos) 


"POETAS DOS PALMARES" : 
 PALESTRA NO TEATRO CINEMA APOLO 
(FUNDAÇÃO HERMILO BORBA FILHO) 



Na próxima quinta-feira, dia 30 deste mês de outubro, às 19 horas, apresentaremos, no Teatro Cinema Apolo / Fundação Casa da Cultura Hermilo Borba Filho, Palmares, PE, a palestra POETAS DOS PALMARES NA INTERNET, sobre a nova edição (agora eletrônica) da antologia Poetas dos Palmares, promovida pelo Departamento de Letras / FAMASUL - Faculdade de Formação de Professores da Mata Sul (Palmares - PE).  
A edição eletrônica da antologia palmarense reunirá, além de todos os textos já publicados na terceira edição impressa  (Palmares, PE, 2002), textos de poetas que integrarão uma nova seção do livro - Palmares 2000 / 2014 -, totalizando mais de um século de poesia da Terra dos Poetas.  Entre os novos poetas que terão textos divulgados nesta quarta edição da antologia, já estão confirmados estes 
nomes : 
Anna Costa, Avani Azevedo, Célio Queiroz, Cícero Felipe,  Dilson Siqueira Assunção, Fernando Araújo, Francisca Rodrigues, Genésio Cavalcanti, Gilberto Melo, Giovanna Guterres, Henrique Arruda, Janilson Sales, Jaorish Gomes Teles da Silva, Javanci Bispo,  Jessiva Sabino de Oliveira, João de Castro Ribeiro, João Constantino, João Lover, José Duran y Duran, Juarez Carlos, Marcondes Calazans, Maria do Socorro Barros y Duran, Nonato Barakah, Ricardo Guerra e Roberto de Queiroz.  
Ainda na primeira quinzena de novembro será concluída a organização da antologia, acrescida de outros novos poetas, para o lançamento do ebook Poetas dos Palmares, em dezembro próximo, homenageando o Centenário do Teatro Cinema Apolo (Palmares, 1914-2014), o teatro mais antigo do Interior de Pernambuco.  (Juareiz Correya) 



quarta-feira, 24 de setembro de 2014

CORAÇÃO PORTÁTIL, de Juareiz Correya, em nova edição virtual





     A Ebooks Panamerica, marca editorial da Panamerica Nordestal Editora, do Recife (PE), lançou, neste mês de setembro, a segunda edição virtual, revista e aumentada, do ebook CORAÇÃO PORTÁTIL, atualizada com uma nova parte (outros poemetos), sequenciando as duas primeiras partes, que contêm um total de 90 textos, da primeira edição virtual produzida pela Emooby Pubooteca, da Ilha da Madeira, Portugal (2011).

     Em edição do autor, foi publicada a primeira edição impressa (micro-livro), no ano de 1984, e, em 1999, circulou a segunda edição impressa (formato de bolso), produzida pela Nordestal Editora (Recife, PE).

     Este livro agenda, com esta edição virtual, a bela idade adulta de 30 anos.  Na opinião do escritor paulista Caio Porfírio Carneiro, "CORAÇÃO PORTÁTIL é desses livrinhos (livrões) que a gente lê, relê e não cansa.  Poucos são os poetas, como você, que aliam, em muitas passagens, a linguagem popular à culta e trazem ao vivo fatos poéticos deste nível espantosamente lírico e filosófico."  É um livro para leitores de 8 a 80 anos.  

     JUAREIZ CORREYA é poeta, ficcionista e editor. Autor de 5 livros de poesia publicados, organizou 3 antologias poéticas sobre cidades brasileiras (Palmares e Recife) e Ascenso Ferreira, e ebooks sobre Hermilo Borba Filho e Miguel Arraes.  Publica blogs literários e jornalísticos.

     O ebook tem 221 páginas e custa R$ 10,00.  


______________________________________
Acesse CORAÇÃO PORTÁTIL 
- http://www.panamericalivraria.com.br     


sexta-feira, 12 de setembro de 2014

POETAS DOS PALMARES NA INTERNET





     Com a colaboração e a organização dos poetas e professores universitários Admmauro Gommes e João Constantino, do Departamento de Letras da FAMASUL - Faculdade de Formação de Professores da Mata Sul, apresentaremos, no próximo mês de outubro, em Palmares (PE), a palestra POETAS DOS PALMARES NA INTERNET.

     A palestra é dirigida, especialmente, a estudantes, professores, produtores culturais e escritores da cidade, com o objetivo de motivar a participação de novos poetas, publicados ou inéditos, no projeto da edição eletrônica da antologia POETAS DOS PALMARES, em sua 4a. edição, revista e atualizada. Já foram produzidas três edições impressas da antologia, respectivamente, nos anos de 1973, 1987 e 2002.  

     O lançamento do ebook ocorrerá, em dezembro deste ano, em homenagem ao Centenário do Teatro Cinema Apolo, sede da Fundação Casa da Cultura Hermilo Borba Filho, da Prefeitura Municipal dos Palmares.    
                       (Juareiz Correya - Organizador da antologia POETAS DOS PALMARES)


segunda-feira, 1 de setembro de 2014

"POETAS DOS PALMARES" : Antologia em organização com novos autores publicados e inéditos





     Englobando os poemas dos 72 autores já incluídos nas três edições impressas (1973, 1987, 2002), a edição eletrônica da antologia POETAS DOS PALMARES reunirá também textos de novos autores publicados nestas duas primeiras décadas do Século 21 e poemas de autores ainda inéditos.

     Pedimos aos novos poetas palmarenses que enviem, por email, 3 ou 5 poemas inéditos, acompanhados de nota biográfica, para que possamos concluir a organização da antologia até o próximo mês de outubro (dia 31).  Os textos devem ser enviados para este email : jcpanamerica21@gmail.com

     A antologia POETAS DOS PALMARES, em sua 4a. edição, revista e ampliada, será publicada pela Panamerica Nordestal Editora, do Recife, em edição eletrônica, em dezembro deste ano, para homenagear o Centenário do Teatro Cinema Apolo (1914 - 2014), sede da Fundação Casa da Cultura Hermilo Borba Filho, da Prefeitura Municipal dos Palmares (PE).  - Juareiz Correya (Organizador). 

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

A CIDADE DE FERVORES E FREVODORES





para o poeta Jaci Bezerra


A cidade ferve. A cidade fede.
Ruas músicas praças cores
sóis luzes odores
eu te sinto e me extasia esta agonia,
Recife,
cidade onde me quero e me conheço.
Melhor do que ninguém eu sou,
melhor por ti eu sou,
e sinto, quando me emputeço,
que não me mereces nem te mereço.
Sempre te conheço, ao sol, à lua,
por dentro de ti me adentro,
não posso calar, não sei de silêncio,
não falas - te falo
te calas - não calo
eu grito teus gritos, teu dia, tua festa,
cidade amorosa,
tão nua, tão minha, tão pobre,
tão de felicidade incerta.  

Recife, Recife,
te dizem anfíbia e não te sabem hermafrodita.
Terra e mar, lama e sangue, mangue,
mulher e homem tu és a um só tempo
e perpetuas a minha humanidade
no homem que eu sou e amo,
na mulher que eu amo e sou.
Sobre os teus rios masculinos
pontes fêmeas se estendem
e a vida, passageira, temporária,
em nós ferve - odores
freve - fedores
e transfigura
tudo o que tu bumbas pastorizas
caboclinhas maracatuzas e carnavalizas  



(Do livro inédito AMAR RECIFE) 

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

CORAÇÃO PORTÁTIL : nova edição eletrônica será lançada em setembro








     Acrescida com mais de 90 novos poemetos, escritos de 2011 a 2014, a Panamerica Nordestal Editora lançará, em setembro próximo, a nova edição eletrônica do ebook CORAÇÃO PORTÁTIL, de minha autoria, com distribuição exclusiva da Panamerica Livraria (http://www.panamericalivraria.com.br) 

     O livro já circulou em duas edições impressas (1984 e 1999) e em uma edição eletrônica da Emooby Pubooteca (Ilha da Madeira, Portugal, 2011).  A nova edição do ebook  CORAÇÃO PORTÁTIL circulará na Internet com o selo editorial Ebooks Panamerica, da editora pernambucana que está organizando, para lançamento neste ano, a publicação eletrônica de vários autores pernambucanos e nordestinos.

     Na opinião do escritor cearense Caio Porfírio Carneiro, secretário-geral da União Brasileira de Escritores (UBE-SP), CORAÇÃO PORTÁTIL é uma beleza de pequeno grande livro,  e conclui :

     "Coração Portátil é desses livrinhos (livrões) que a gente lê, relê e não cansa.  Poucos são os poetas, como você, que aliam, em muitas passagens, a linguagem popular à culta e trazem ao vivo fatos poéticos deste nível espantosamente lírico e filosófico.  Eu não saberia dizer quais destas jóias eu citaria.  Citaria todas, porque todas são excelentes." 

     

domingo, 3 de agosto de 2014

DEPOIMENTO SOBRE O BLOG "DOMINGO COM POESIA"





     Todo domingo é dia de poesia com o excelente blog DOMINGO COM POESIA (http://www.domingocompoesia.com.br), publicado pelos poetas Natanael Lima Jr. e Frederico Spencer.  Sempre aos domingos, como divulgavam os jornais diários pernambucanos - no tempo em que a dita grande imprensa era comprometida com a Literatura, lançando e prestigiando nos seus suplementos literários textos de autores locais, numa medida exata que colocava ombro a ombro nomes já consagrados, nomes em via de consagração e novíssimos nomes -, assim, tanto quanto ou melhor do que isso o blog DOMINGO COM POESIA faz hoje com o trabalho dos autores pernambucanos do passado e do presente.  O blog, já premiado nacionalmente, publica e divulga, de forma exemplar, a literatura pernambucana, tornando-a sempre viva e acessível para todo leitor em qualquer lugar do planeta. Basta acessar o seu endereço virtual.  Em qualquer dia da semana...
     (Juareiz Correya /
      Panamerica Nordestal Editora e Produções Culturais) 

segunda-feira, 14 de julho de 2014

POETAS DOS PALMARES : Ebook em homenagem ao Centenário do Teatro Cinema Apolo






     Em sua nova edição, em formato virtual, a antologia POETAS DOS PALMARES, revista e atualizada, reunindo textos de poetas de todas as gerações palmarenses - uma produção de 114 anos de poesia - será lançada pela Panamerica Nordestal Editora, do Recife (PE), em dezembro deste ano, em homenagem ao Centenário do Teatro Cinema Apolo (1914-2014), sede da Fundação Casa da Cultura Hermilo Borba Filho (Palmares, PE).

     Organizada pelo poeta e editor Juareiz Correya, a antologia POETAS DOS PALMARES foi lançada, em primeira edição, no ano de 1973, pela Editora Palmares, da cidade que é conhecida historicamente como a "terra dos poetas", reunindo 20 autores locais.  No ano de 1987, a antologia, revista e ampliada,  com poemas de 45 autores palmarenses, foi lançada em coedição da Fundação Casa da Cultura Hermilo Borba Filho / Prefeitura Municipal dos Palmares e FUNDARPE - Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco / Governo de Pernambuco.

    No ano de 2002,  29 anos depois da sua primeira edição, a antologia POETAS DOS PALMARES,  em nova edição impressa, também revista e aumentada, com poemas de 72 autores palmarenses, foi lançada pela Fundação Casa da Cultura Hermilo Borba Filho / Prefeitura Municipal dos Palmares.

     Neste ano de 2014, a 4a. edição da antologia, agora em formato virtual, será lançada com a reunião de textos de mais de 90 poetas palmarenses, atualizada com poemas publicados e inéditos de novos autores locais revelados no período destes primeiros anos do Século 21 (do ano 2001 a 2014.)  A publicação reafirma a vocação de Palmares como "terra dos poetas", um "município de tradição literária procedente, firme, do século XIX", como afirmou Mauro Mota em sua coluna "Agenda", do Diário de Pernambuco, ao comentar a primeira edição da antologia.   (Texto de Juareiz Correya)

     

quarta-feira, 30 de abril de 2014

A BANANA DO JOGADOR DE FUTEBOL ou Poema contra o racismo em todos os campos





Quando um jogador de futebol 
Come a banana com que a torcida 
Agride a sua jogada  
Em estádio de Primeiro Mundo 
Dá uma resposta irreverente e desafiadora  
À agressão animalesca.  
E age como quem diz : 
"Vocês nos alimentam, 
Fazemos o que sabemos,  
E ganhamos o jogo ! 
Tanto faz o aplauso, 
Tanto faz a vaia." 
Na verdade, ele está jogando  
Na cara da torcida racista 
A raça da sua nudez humana  
Com a fálica "banana" do corpo.  


JUAREIZ CORREYA  

(Recife, abril de 2014) 

terça-feira, 11 de março de 2014

HOMENAGEM AOS 477 ANOS DO RECIFE : ANTOLOGIA REUNE MAIS DE 200 POETAS





     A primeira edição, impressa, da antologia POESIA VIVA DO RECIFE reuniu textos de 100 poetas contemporâneos de Pernambuco (Companhia Editora de Pernambuco - CEPE, Recife, 1996).  A segunda edição, a ser publicada em homenagem ao 477o. aniversário da Cidade, será uma publicação eletrônica, com circulação exclusiva na Internet, acessível, naturalmente, aos internautas recifenses, pernambucanos, nordestinos, brasileiros e estrangeiros, e reunirá textos de mais de 200 poetas pernambucanos.

     A nova edição da antologia POESIA VIVA DO RECIFE engloba a produção de textos poéticos criados sobre o Recife há mais de 50 anos, destacando nomes expressivos da Geração 45, Geração 65, poesia marginal, Movimento Pirata, Movimento dos Escritores Independentes de Pernambuco, Gerações 80 e 90, e novos nomes surgidos nestes primeiros anos do Século 21.  

     O ebook será publicado pela Panamerica Nordestal Editora, do Recife (PE), que reeditará também, em edição virtual, neste ano de 2014, a antologia POESIA VIVA DE NATAL (1999), organizada pelo escritor potiguar Manoel Onofre Jr., e lançará, em janeiro de 2015, a antologia POESIA VIVA DE SÃO PAULO, organizada por Dalila Teles Veras e Juareiz Correya.  




segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

PEQUENAS HISTÓRIAS REAIS : "POETA NOVO, DE VOZ FORTE"





     O cantor e compositor pernambucano Paulo Diniz, há muito tempo vivendo no Rio de Janeiro, resolveu voltar para o Recife, no final dos anos 70 do século passado, quando nos encontramos e nos tornamos parceiros de algumas canções. Visitamos, certo dia, uma rádio recifense, e, durante uma entrevista, em dado momento, o entrevistador lhe perguntou como andavam os novos trabalhos, quem era o seu novo parceiro, etc. Ele me apresentou, procurando ressaltar o meu valor como um poeta novo, jovem, de voz forte... Samir Abou Hana, o radialista que entrevistava Paulo Diniz, então, me pediu para falar. Eu disse :

     - Bem, Samir...

     E, a rádio saiu do ar, na hora. Depois de dois minutos o sinal voltou ao estúdio.  Paulo não deixou por menos :

     - Eu não disse, Samir, que a voz dele era forte ?!




(Do livro inédito PEQUENAS HISTÓRIAS REAIS) 

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

50 ANOS DO GOLPE MILITAR DE 1964






Esta é uma data para ser lembrada mesmo. 
Para que não se repita nunca mais ! 
Leiam e releiam livros. 
Vejam e revejam filmes. 
Escutem mais uma vez as canções que enfrentaram os canhões... 
Essa história já está bem contada mas é preciso que se conte mais. 
Que se abram as cadeias que ainda existem. 
Que se levantem as vozes ainda sufocadas e silenciadas. 
Que nunca mais, no Brasil, a noite seja tão longa, tenebrosa e criminosa.  
E todo autoritarismo, toda ação ditatorial,  jamais volte a viver na nossa terra.   



JUAREIZ CORREYA

(Recife, janeiro de 2014)