sexta-feira, 29 de junho de 2012

CORAÇÃO PORTÁTIL : Entre 10 milhões de internautas, seja um dos 10 mil leitores





     O Brasil tem quase 10 milhões de leitores de ebooks.

     Levando em conta que um escritor é publicado, nacionalmente, com apenas 3 mil exemplares...

     Eu só preciso de 10 mil leitores de ebooks do Brasil para que o meu ebook seja um sucesso nacional !

     Leiam CORAÇÃO PORTÁTIL, meu primeiro ebook publicado pela editora luso-espanhola Emooby Pubooteca (http://www.emooby.com/pt/books/view/5)




_________________________
Transcrito do TWITTER 
(http://twitter.com/juareizcorreya)

quinta-feira, 28 de junho de 2012

GERAÇÕES




Então já somos
do tempo dos "entões":
quarentões, cinquentões,
sessentões, setentões...
Tanta rima para décadas 
delimitando cada geração
e vivemos na verdade 
o verso livre além dos tempos.



Juareiz Correya

(Recife, 25/junho/2012)

segunda-feira, 18 de junho de 2012

ONDE ESTÁ O POETA CARLOS MAIA ?




     Recebi, sexta-feira passada (dia 15/06), email de Kátia Rossana (katia.rossana@yahoo.com.br) com informação sobre um provável desaparecimento do poeta recifense Carlos Maia desde o dia 11 deste mês de junho. A comunicação de Kátia Rossana, que é namorada dele, é um dramático apelo por causa do desespero da família do poeta, que sumiu, até hoje, sem dar qualquer notícia. 

     Ele publica o blog poetacarlosmaia (http://poetacarlosmaia.blogspot.com/), com divulgação da sua poesia e de outros poetas modernos e contemporâneos, e este é o seu email : poetacarlosmaia@gmail.com

     Qualquer informação sobre o poeta pode ser também comunicada por telefone : 81-85608416.

sábado, 16 de junho de 2012

UM POETA NÃO MORRE




Dedicado à memória de todos os poetas.


Quando morre um poeta 
Fica muito mais pobre o mundo. 
Mas não falecem com ele  
Os versos benditos mal ditos  
Os versos malditos bem ditos  
As canções artesanais e industrializadas  
O seu cinema de imagens imemoriais  
O seu teatro de gestos etéreos  
O seu desenho escultural  
E sua pintura de cores indecifráveis. 
Quando morre um poeta  
Um trem um bólide uma nave estelar supernova  
Conduz o coração sem medo além dos trilhos da terra  
Do Homem que não morre  
Com a sua Eternidade.  






(Recife, junho / 2012) 

quarta-feira, 13 de junho de 2012

IMAGENS SEM VIDA




Os seres humanos
pensam em imagens,
não em palavras,
dizem os neurologistas.
- O que revelam as imagens,
sem palavras
para identificá-las  ?


Juareiz Correya  




(Santo Amaro, Recife, 
 13/junho/2012) 





quinta-feira, 7 de junho de 2012

A BIOGRAFIA DE DEUS "JOANA DONA"




     Joana é a dona da rua principal.
     Ah, sim. Pra passar fale com ela, que mais quer ?
     Isso tudo foi ela quem herdou do pai dela, que gostava muito de mim, ré, ré.
     Joana é doida pela rua dela e todo mundo que mora aqui sabe que ela é a dona da rua.  Mas Joana gosta de dizer a todos os passantes que a rua é dela, tomem cuidado, foi o pai dela quem deu de presente, como as outras coisas que tem em Palmares.  A Usina, por exemplo. A Usina 13 de Maio é dela, foi presente do pai dela também.  Mas ela ganhou o Comércio - todas as casas comerciais que vocês estão vendo - e o Mercado Público de Palmares, tudinho ela ganhou de um irmão que vive em São Paulo.
     Joana toma conta da rua de dia e de noite. De dia passeia volteia andeia joaneia com um cajado seco e um pano velho enrodilhando a cabeça desajeitadamente. De dia é ela quem passeia pelas butiques, lojinhas, restaurantes, agências bancárias e diz o que bem quer e entende.  E não é pra ser assim ?  A rua é dela, quem achar ruim que se mude. Ou vá dar parte ao delegado.
     O que ?! de seu Zé Maria o que ? oxe ! Quem deu isso tudo pra ele fui eu, dei tudinho aí, os rádios, as bicicletas, tudo fui eu quem dei, oxente. Quem morreu foi Tertulino, eu não, eu ainda sou dona do "Progresso", agora não sei por que essa besteira toda...  Tertulino, coitado, podia ter ficado aqui, eu dava tudo a ele.  O dinheiro do Bandepe é meu todinho, quem quiser eu dou quanto quiser.
   

     Joaníssima.  Uma jóia é ela, um doce, um vestido, um espelho, uma goiaba, Joana se mostra para quem quiser, é ela quem está nas revistas das bancas, assim, olhem, sou eu, quem está cantando sou eu no disco, pode ouvir agora, sou eu, olhe essa lata, sou eu.  Joana sendo.

     Joana tudo diz no seu sorriso esbagaçado no interior da cabeça e todos sabem que, qualquer dia desses,  ela aparecerá no céu da cidade (ela não é uma santa ?) voando para todos os lados da rua principal.  



(Do livro inédito A BIOGRAFIA DE DEUS - 
Contos do Povo de Palmares -, de Juareiz Correya) 



sexta-feira, 1 de junho de 2012

"60 SETEMBROS" : Ebook em edição especial para amigos e amigas internautas




     O meu primeiro ebook (ePub)  publicado - CORAÇÃO PORTÁTIL - vai muito bem, obrigado, circulando nas principais livrarias virtuais de Portugal, Espanha, Estados Unidos, Brasil, e de países vizinhos da América do Sul.  A publicação da editora luso-espanhola Emooby Pubooteca (http://www.emooby.com), bem produzida e bem distribuída, lançada em março de 2010, está circulando a preço muito acessível - apenas 7 reais - e tem o seu futuro assegurado.  Ainda vai muito longe...

     Em setembro de 2011 publiquei o meu segundo ebook (PDF), intitulado 60 SETEMBROS, para assinalar a passagem dos meus 60 anos de idade.  A publicação não pode ser acessada ou adquirida em livrarias virtuais, porque foi produzida exclusivamente para distribuição gratuita, para ser presenteada a amigos e amigas internautas / contatos do Hotmail, Gmail, Facebook e Twitter.  Tenho divulgado, neste blog, e continuarei divulgando, algumas opiniões generosas escritas  por vários desses amigos e amigas  motivados pela leitura de poemas desse meu novo livro eletrônico.

     Aos amigos e amigas que ainda não receberam esse ebook : basta que escrevam para este email - jcpanamerica21@gmail.com   O ebook chegará em um clique.  E este recado e indicação do email serve também para qualquer internauta (mesmo desconhecido) que deseje receber "60 SETEMBROS (Poemas de 2011)".