terça-feira, 10 de abril de 2012

A BIOGRAFIA DE DEUS

Desde a década de 70 do século passado, mais precisamente desde o ano de 1976, que é quando elaborei a primeira versão, datilografada, este título - A BIOGRAFIA DE DEUS -, do meu livro de contos ainda inédito, tem me dado alguma satisfação e alguns sustos. Satisfação, mesmo sem publicação ?, perguntará alguém mais atento... Sim. É que, ao divulgar esse título, de alguma forma, tenho recebido aceitação e até elogios. Cito o título, falo sobre a idéia geral do projeto, lembro, rapidamente, alguns contos, e as pessoas com quem converso se revelam admiradas e interessadas. Quando publico ? Venho adiando a publicação, desde esse tempo, e, na medida do possível, enxugando, acrescentando e melhorando o conjunto de textos.

Lembro as conversas com Jaci Bezerra, Maximiano Campos, Moacyr Sena Dantas, Gilvan Lemos, todos excelentes contistas e amigos de empresas e de mesas. O poeta, contista e romancista Everaldo Moreira Veras, em conversa solta à calçada da antiga livraria Livro 7, na Rua 7 de Setembro, do bairro recifense da Boa Vista, chegou ao exagero de me propor a aquisição desse título. Assim, senhores :

- Poeta, esse título é muito bom. Compro agora mesmo. Aliás, me deixe lhe confessar : você é muito bom com os títulos dos seus livros. Eu compro esse na hora que você quiser. Vocês de Palmares são uns danados. Gosto muito também dos títulos de Hermilo : "Margem das Lembranças", "A Porteira do Mundo", "O Cavalo da Noite", "Deus no Pasto"... Título de livro é coisa muito séria. Ou é sugestivo, e diz tudo, ou não diz nada !

Mas os meus sustos são maiores. Na própria Livro 7, senti um frio me estiletando, do ventre à garganta, quando me deparei com o título do livro de um romancista norte-americano muito popular : O PUNHO DE DEUS. Ainda na Livro 7, meses depois, outro susto : estava lá, na minha cara, no alto de uma prateleira : A CALIGRAFIA DE DEUS, livro de contos do acreano Márcio de Souza. No ano de 2003 o jornalista e ficcionista carioca Fausto Wolf publicou um livro de contos intitulado O NOME DE DEUS.

Qualquer dia desses encontrarei, finalmente, um livro, de contos, definitivamente assustador : A BIOGRAFIA DE DEUS. Não assinado por mim.


__________________________________________
Do livro inédito PEQUENAS HISTÓRIAS REAIS

domingo, 1 de abril de 2012

"Americanto Amar América" traduzido pelo poeta mexicano Alberto Vivar Flores

Este poema es dedicado a la generación "beat"
norteamericana, la cual dio a luz al Antisueño
en los años 60.




América
mujer de carnes crudas clavadas
en mi pecho
como columnas de vientos colosales
mis gritos son alegría de tambores
y montañas de plástico
son dulces campos de azúcar
y rios de sangre llenos de troncos
negros
quemados en la danza de tus cabellos
que la noche estupra dando carcajadas


....................................
.


_____________________________________________________
Primeiro canto do poema "Americanto Amar América",
de Juareiz Correya (Nordestal Editora, Recife, 1975).
O poema traduzido será publicado, pela Panamérica
Nordestal Editora, em ebook bilíngue (português/espanhol),
com a versão em quadrinhos criada pelo desenhista
pernambuco Roberto Portella.