terça-feira, 25 de outubro de 2011

OS GOVERNOS ESTÃO MATANDO O LIVRO

No Brasil, editoras do Sul lançam livros com patrocínio de multinacionais e apoio do Ministério da Cultura. E os livros são objetos de luxo !

Edições luxuosas, caras, inacessíveis, tornam o livro cada vez mais raro para a maioria dos leitores.

É equivocada e inoperante a política editorial dos Estados, Prefeituras e do Governo Federal.

Livros impressos pelos Governos ou publicados com apoio institucional não têm preços populares.

Livros não são objetos de luxo. Devem ser baratos e distribuídos ao alcance da povo para que existam.


JUAREIZ CORREYA



_______________________________________
- Postagens publicadas no Twitter
(http://twitter.com/juareizcorreya)
- Em 24/outubro/2011.

sábado, 15 de outubro de 2011

UM "POEMETO ECONOMÊS" PARA SALVAR A GRÉCIA E A EUROPA DA FALÊNCIA !





ORDEM E PROGRESSO
É
JOGAR FORA UM ECONOMISTA
COM RAIZ E TUDO
E COLOCAR EM SEU LUGAR
UM POETA





("Poemeto Economês 2",
transcrito do ebook CORAÇÃO PORTÁTIL,
de Juareiz Correya
- Emooby/ Pubooteca, Portugal, 2011)

UM "POEMETO ECONOMÊS" PARA SALVAR A GRÉCIA E A EUROPA DA FALÊNCIA !

ORDEM E PROGRESSO
É
JOGAR FORA UM ECONOMISTA
COM RAIZ E TUDO
E COLOCAR EM SEU LUGAR
UM POETA





("Poemeto Economês 2",
transcrito do ebook CORAÇÃO PORTÁTIL
- Emooby/Pubooteca, Portugal, 2011)

terça-feira, 11 de outubro de 2011

HISTÓRIA DE PROVÍNCIA (Tradução de Maria de los Angeles Roccato)

apareció en el antiguo almacén de todos los temblores
con las manos en la cabeza
no saber qué decir
pero lo dijo
Tava que el mundo se acaba
el estudiante y en funcionamiento con un corazón en la boca
tocó un montón de gente
porque pensaba que el ejército
Metia golpes en las personas
para mantener subversivos
sólo el poeta vio a los caballos copulando en la feria
Sunny Sunday
caballetes copulando en Toklas
y cajas de verduras y los vendedores de pánico
sólo el poeta identifica la causa
tanta conmoción en la calle ese dia
riendo en un poema

(da antologia POETAS DOS PALMARES, 1973)


________________________________
Tradução publicada
por Maria de los Angeles Roccato
(http://redescritoresdecoquimbo.ning.com/juareizcorreya)