quarta-feira, 30 de abril de 2014

A BANANA DO JOGADOR DE FUTEBOL ou Poema contra o racismo em todos os campos





Quando um jogador de futebol 
Come a banana com que a torcida 
Agride a sua jogada  
Em estádio de Primeiro Mundo 
Dá uma resposta irreverente e desafiadora  
À agressão animalesca.  
E age como quem diz : 
"Vocês nos alimentam, 
Fazemos o que sabemos,  
E ganhamos o jogo ! 
Tanto faz o aplauso, 
Tanto faz a vaia." 
Na verdade, ele está jogando  
Na cara da torcida racista 
A raça da sua nudez humana  
Com a fálica "banana" do corpo.  


JUAREIZ CORREYA  

(Recife, abril de 2014) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário