Postagens

9 DE MAIO, DIA DE ASCENSO FERREIRA : MAIS TEMPO DE "CATIMBÓ" (2)

Imagem
Capas de livros do poeta  e sobre o poeta Ascenso Ferreira  (Fotomontagem do blog VAREJO SORTIDO,  de Luiz Alberto Machado) 



Atualizada a edição da obra do poeta, com as publicações do livro Poemas de Ascenso Ferreira (Catimbó - Cana Caiana - Xenhenhém),produzidas em Pernambuco, no ano de 1981 e também no ano do seu centenário de nascimento, em 1995, cresceu então uma novíssima fortuna crítica que será publicada em livro, em edição digital, reunindo textos de mais de 40 escritores, jornalistas, poetas, editores e professores que admiram e amam a sua poesia.  O livro apresentará  textos publicados, do ano de 1981 até o ano de 2015, destes autores : 
Jornalistas : Valdelusa d'Arce (Diário de Pernambuco), Letícia Lins (Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, RJ), Miguel de Almeida (Folha de São Paulo, SP), Héber Fonseca (Suplemento Cultural / D. O. de.Pernambuco), Fabiana Galvão (Suplemento Cultural/ D.O. de Pernambuco),  Renato Phaelante (Diario de Pernambuco), José Gonçalves de Oliveira (Jorn…

9 DE MAIO, DIA DE ASCENSO FERREIRA : MAIS TEMPO DE "CATIMBÓ"

Imagem
POEMAS DE ASCENSO FERREIRA  (Capa e contracapa da 5a. edição  lançada pela Nordestal Editora - Recife, PE,  1995, em homenagem ao Centenário  de Nascimento do Poeta) 


 A reedição da poesia reunida de Ascenso Ferreira, em 1981, conquistou Pernambuco.  Isso se refletiu na imprensa local, com os seus principais jornais diários - DIÁRIO DE PERNAMBUCO e JORNAL DO COMMERCIO -;  com o semanário recifense JORNAL DA CIDADE, que contribuíra diretamente para que fosse resolvido o impasse editorial  existente há anos (desde a sua morte, em 1965); com as emissoras locais de rádio e de televisão, na imprensa nacional, com elogiosas reportagens publicadas pelo JORNAL DO BRASIL, do Rio de Janeiro, e pelos jornais paulistas FOLHA DE S. PAULO e O ESTADO DE SÃO PAULO; nas universidades e escolas de ensino médio do Recife e de várias cidades do interior pernambucano; e na atenção direta dos leitores pernambucanos em geral, que tornaram a edição um sucesso de venda local.   
     A partir dessa nova edição do…

ASCENSO, O NORDESTE EM CARNE E OSSO : Modernismo "Copyright by Ascensão"

Imagem
Ascenso Ferreira, na década de 1930,  fase da publicação de CANA CAIANA 


  O Modernismo já assaltara Ascenso, salvando-o de vez da camisa-de-força dos "cânones da poesia antiga", e ele passou a se fixar na estética do verso livre modernista, com assumida carga de brasilidade, encorajado pela presença de Guilherme de Almeida em Pernambuco, cuja recitação do poema "Raça", no Teatro Santa Isabel, foi o abre-te sésamo de Ascenso para as descobertas inusitadas de sua poética revolucionária. (9)  A passagem do poeta paulista Guilherme de Almeida se deu em 1925. Ele toma conhecimento da poesia de Ascenso e o incentiva.    
          Há um ano Ascenso já escrevia a sua poesia deliberadamente modernista, com publicações na revista MAURICÉIA e REVISTA DE PERNAMBUCO, e também com participação em recitais no Teatro Santa Isabel.  Luís da Câmara Cascudo assinala a mudança definitiva da poesia parnasiana para a poesia modernista, que ele acompanha de perto : 
          "Ascen…

EDIÇÕES PIRATA - 40 ANOS (1979 - 2019)

Imagem

OS "JOVENS" VELHACOS (poema)

Imagem
Constituição da República da Venezuela,  terra de Simon Bolívar,  o Libertador da América 


Este poema é dedicado  ao "jovem velhaco" e "autoproclamado  presidente" Juan Guaidó,                                           da Venezuela, terra de homens de verdade.  



ANTIGAMENTE, COMO DIZIA  JOÃO GUIMARÃES ROSA,  ALGUNS HOMENS,  QUANDO ENVELHECIAM,  ERAM VELHOS, VELHÍSSIMOS, VELHACOS.  OS TEMPOS MUDARAM PARA PIOR.  E MUITOS HOMENS, HOJE,  NEM PRECISAM ENVELHECER...  AINDA JOVENS, JÁ SÃO,  CINICAMENTE MORALISTAS,  VELHOS E VELHÍSSIMOS VELHACOS.      


(Recife, fevereiro 2019) 











ASCENSO, O NORDESTE EM CARNE E OSSO - Vida e Poesia de Ascenso Ferreira

Imagem
ASCENSO, O NORDESTE  EM CARNE & OSSO  - de Juareiz Correya  (capa, 2a. edição) 

Preparo a 3a. edição, revista, aumentada e digital, do livro Ascenso, o Nordeste em Carne e Osso - Vida  e Poesia de Ascenso Ferreira, para lançamento, na Internet, neste primeiro semestre de 2019.  O ebook apresentará 5 novos capítulos, acrescidos ao conjunto de 20 capítulos da segunda edição, lançada, em 2001, em coedição da Edições Bagaço / Nordestal Editora, com o apoio cultural da Fundação Casa da Cultura Hermilo Borba Filho e Secretaria de Educação / Prefeitura Municipal dos Palmares,  Aemasul / Departamento de Letras / Famasul, e da Secretaria de Educação / Prefeitura Municipal de Água Preta, da Mata Sul de Pernambuco.  Estes são os 5 novos capítulos desta edição do ebook : "Ascenso e Pablo Neruda", "Ascenso, o Modernismo do Nordeste no Século 21", "Outros Poemas & Inéditos", "Um poeta de dois Séculos" e "Mais tempo de Catimbó".  Além dos novos …

DOM HELDER CÂMARA : "QUE SE ACABE, MAS SE ACABE MESMO, A MALDITA FABRICAÇÃO DE ARMAS !"

Imagem
Dom Helder Câmara 


"QUE SE ACABE, 
MAS SE ACABE MESMO, 
A MALDITA 
FABRICAÇÃO DE ARMAS !  

O MUNDO 
PRECISA FABRICAR 
É PAZ !" 

______________________________________________ ("INVOCAÇÃO A MARIAMA"  /  MISSA DOS QUILOMBOS, BRASIL, 1982)