terça-feira, 21 de junho de 2011

BILHETE BRASILEIRO PARA O AMERICANO

pega esta terra sem vergonha, Sam
come sua carne seu fruto doce
e ela fica melhor com os teus dentes.
ganha esta terra, sem vergonha Sam
e fode sua gente besta indolente
que ela vai sambar sem ligar pra vida.



Juareiz Correya
(Recife, 1982)



_________________________________________________
Publicado no livro AMERICANTO AMAR AMÉRICA,
(Recife, PE, 1982) e republicado no livro
AMERICANTO AMAR AMÉRICA E OUTROS POEMAS
DO SÉCULO 20 (Panamérica Nordestal, Recife,
PE, 2010), divulgo este poema, hoje,
neste blog, por lembrança e pedido de divulgação
do meu amigo escritor, olindense da gema,
José Ramos Sobrinho. Ele quer "mandá-lo aos
quatro ventos", indignado com a classe média
"sem vergonha, debaixo de sol e chuva, humilhações,
lama, implorando um passaporte para os EUA."

Nenhum comentário:

Postar um comentário