domingo, 21 de agosto de 2011

MARCO E LUCILA




Para Marco Polo Guimarães
e Lucila Nogueira
.


O POETA

Cantor dos seus próprios versos
Ave sangrando sobre o bairro louco
Da sua cidade vila vilã
Ele sabe que a canção é pouca
Para ser a poesia do seu coração
Por isso escreve unicamente escreve
A palavra que é a música
Que canta o que ele sente e diz



A POETISA

A sua maior lição
Não é uma aula de literatura
Cátedra mais palco ou fórum
Que comporta a mulher e quase castra
O incêndio das suas palavras
A musa dela mesma louca e lúcida
Com o sangue dos rios dos janeiros
Invadindo os arrecifes de paixão




Recife, 21/agosto/2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário