quarta-feira, 5 de junho de 2013

INFERNO DO RECIFE





Fechou-se o tempo.
Abriu-se o mar do céu. 
O Recife é um arquipélago submerso.
Continente perdido, terra de ninguém.
Chove na cidade inteira :
Mais fodida do que a sua gente. 
A chuva não é um prazer, um gozo cósmico.
E não fecundará nada. 
Mergulhamos no Inferno do Inverno !



Juareiz Correya

(Recife, 5 de junho/2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário