quinta-feira, 17 de maio de 2012

Para Solange




Para Solange Crasto,
mãe de José Terra e João Guarani.



Não interessam
Os tempos e distâncias 
Os adeuses e esquecimentos
Revezes e alegrias 
Dos dias e dos anos 
Nem mesmo se está certo
O que Deus escreveu
E te segredou como destino.
Ou as peças sem cabeça
Das montagens absurdas 
do Incriado, o Sem Nome.  


Só ? longe ?
Em festa ? sempre perto ?
Não interessa...
Teu nome é mais
Que uma lembrança de mulher 
Um sacrifício de mãe 
Uma cidade de afetos 
Nos corações que te amam. 


Teu nome é a tua criação 
Como toda mulher de verdade.
E criaste mais 
Do que a Natureza criou :
Criaste não só
Duas crianças 
Dois meninos 
Duas vidas...
Criaste dois homens.  



(Olinda, 17/maio/2005)

Nenhum comentário:

Postar um comentário