domingo, 4 de dezembro de 2011

PAULO AZEVEDO CHAVES LANÇA LIVRO-HOMENAGEM "RÉQUIEM PARA RODRIGO N"

O poeta, jornalista e crítico de arte pernambucano Paulo Azevedo Chaves lançou, ontem, das 17 às 20 horas, no jardim da "Casa Branca" (Granja Santo Antonio - Av. General Manoel Rabelo, 234, Engenho Velho, Jaboatão dos Guararapes, PE), o seu novo livro intitulado RÉQUIEM PARA RODRIGO N", homenagem póstuma dedicada ao seu amigo Rodrigo Nascimento, assassinado em 23 de janeiro/2011. Exemplares do livro foram distribuídos gratuitamente, na ocasião em que ocorria um recital poético com a participação especial de Lucila Nogueira e Raimundo de Moraes. Foi apresentado também um esquete dramático com a participação dos atores Cleyton Cabral e Daniel Barros.

Em edição do autor, o livro "RÉQUIEM PARA RODRIGO N." tem capa e projeto gráfico de Roberto Portella, impresso na Editora Coqueiro, do Recife, com tiragem de 200 cópias. O novo livro de Paulo Azevedo Chaves está estruturado em três partes distintas :

1 - Textos em Prosa
"Paisagem Calcária na Poesia Pernambucana" (artigo), "Morte Súbita" (conto), "O Crack Nosso de Cada Dia" (artigo), "O Planeta em Risco" (artigo)

2 - Poemas
"Réquiem para Rodrigo N", "Atiradores de Misrata", "A Lua Rubra do Yang-Tsé", "Diálogo com o Porta-Retrato"

3 - Poemas Traduzidos
"A Tommaso Cavalieri" (Miguel Ângelo), "Musée des Beaux Arts" (W.H.Auden), "Perfume Exótico" (Charles Baudelaire), "Exílio" (Hart Crane), "Verdade e Beleza" (Emily Dickinson), "Fogo e Gelo" (Robert Frost), "Délfica" (Gerard de Nerval), "Soneto para Helena" (Pierre de Ronsard), "O Bosque Amigo" (Paul Valéry), "Arieta" (Paul Verlaine), "A Segunda Vinda" (William Butler Yeats), "Momentos Nativos" (Walt Whitman).


PAULO AZEVEDO CHAVES, bacharel em Direito, assinou no Diário de Pernambuco, nos anos 70/80, a coluna cultural "Poliedro" e depois a coluna "Artes e Artistas", especializada em artes plásticas. Livros publicados : VERSOS ESCOLHIDOS (Edições Pirata, 1982, traduções); TRINTA POEMAS E DEZ DESENHOS DE AMOR VIRIL (Pool Editorial Ltda., 1984, traduções); NU COTIDIANO (Grupo X, 1988, poesias); NUS (Editora Comunicarte, 1992, coletânea de poesia). Em 2003, participou de uma coletânea de artigos publicados na seção Opinião, do Jornal do Commercio, em edição patrocinada pelo próprio jornal com o título ESCRITAS ATEMPORAIS (Edições Bagaço). Atualmente Paulo Azevedo Chaves trabalha como consultor adjunto e tradutor numa indústria em Jaboatão dos Guararapes (PE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário